Inovações em agricultura digital impactam a cadeia de alimentos

0
1355

A Agrosmart, líder na América Latina em agricultura digital no campo, participou do Summit Agronegócio Brasil 2018, evento realizado pelo Estadão no Hilton São Paulo Morumbi, em São Paulo.

Durante o evento, a Agrosmart foi representada pelo Head de Sustentabilidade Guilherme Raucci, que participou com exclusividade do programa Liderança Agro, em entrevista com Alfredo Scaff, falando da importância da agricultura digital para o agronegócio brasileiro (veja a entrevista completa acima).

Guilherme é responsável pelo desenvolvimento de mercado e estratégia de sustentabilidade na América Latina. Engenheiro Agrônomo pela ESALQ/USP e Mestre em Ciências pelo CENA/USP, é professor convidado de Inovação e Empreendedorismo na FGV.

“Acredito que a agricultura digital pode tornar as cadeias de valor mais inovadoras, transparentes e sustentáveis”, revela Guilherme.

No Summit, a empresa participou com o tema “Big data no agro” e debateu os desafios de se obter dados locais no campo, as possibilidades de uso de tecnologias de big data e inteligência artificial e os impactos no setor.

“O uso de big data e inteligência artificial já é uma realidade no setor de agronegócios e tem impactado diretamente na cadeia de alimentos. Na Agrosmart, nós ajudamos os agricultores e empresas a usarem melhor as tecnologias disponíveis para otimizar as lavouras, de maneira sustentável. Acredito que a sociedade está cada vez mais consciente em relação a preservação do meio ambiente e cabe a nós contribuir com a nossa sociedade e com o planeta ” finaliza Guilherme Raucci.

Criada em 2014, a Agrosmart apresenta ao setor agro o conceito de cultivo inteligente e fazendas conectadas, com uma plataforma e aplicativo que, em tempo real, monitora mais de dez variações ambientais, como chuva, umidade do solo e outros.

Os fundadores Mariana Vasconcelos, Raphael Pizzi e Thales Nicoleti já constatam excelentes resultados dos agricultores que contrataram a solução para suas plantações, proporcionando uma economia de até 60% no uso da água.